terça-feira, 25 de agosto de 2009

A mulher o escritor e a pdi.



Há coisas que me baralham mas tenho que aprender a viver com elas. São os tempos e as mentalidades. Devo estar a ficar senil e com falta de abertura para algumas modernices que de vez em quando se enraízam nos hábitos das pessoas.

Mas os tempos são outros e eu tenho que me habituar, mas só acostumar porque aceitar vai ser um pouco difícil.

Não sei bem a que propósito vem esta prosápia, mas talvez sejas influência de uma notícia dos jornais. Falam eles da mulher e do escritor, e eu que sou um linguarudo, acrescento e da pdi.

Dar a uma menina de 5 anos um noivo ou namorado de 35 seria um crime, uma pedofilia, uma imoralidade.

Mas se a menina tiver 18 anos e o homem 48 a coisa já começa a ter laivos de normalidade. Vejam os casos concretos com que todos os dias nos deparamos.

Se ela, ou ele, tiver 30 e ele, ou ela, 60 tudo bem, é normal. Pelo menos assim parece.

Que interessa que daqui a 15 anos um com 45 anos plenos de energia e outro com os seus 75 mije os sapatos ou pelas pernas abaixo cada vez que vai á sanita.

Em todos os casos a diferença é, sempre, igual. São trinta anos. Porque admirar? Porra, seu sou mesmo bota-de-elástico.

Eu sei e até compreendo que quando nos cruzamos com alguns desafiadores monumentos fiquemos com uma tesão do caraças, que a nossa testosterona, ou o que resta, emerja com toda a pujança e que os calores nos invadam num frenesim que podemos controlar com uma Super Bock bem fresquinha, nunca com uma Sagres.

Não liguem, isto deve ser cobiça, se calhar até estou a ser parvo. Possivelmente deveria esquecer a pdi e ir, também, em frente a fingir que estou tal e qual quando tinha 20 anos e até pode ser que os outros acreditem.

Na verdade não sei bem se estou a ser burro ou se estou com inveja.


2 comentários:

Filipinha disse...

Filipinha saindo de fininho sem tecer qualquer comentário...






P.S: Bota de elástico?? Não me parece...

AnaT disse...

Só vou dizer:

Viva a SuperBock!!!