quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Na praia




Eu vi… quando emergistes da onda como deusa das águas, cabelos revoltos em espuma, seios como promontórios de cumes rosados. Figura mágica de beleza que inebria.

Eu compreendi…os olhos dos homens embalados pelo teu andar. A inveja das mulheres quando caminhavas na areia encharcada da praia. Diva de corpo coleante, sorriso de marfim.

Eu senti…os teus olhos procurando os meus. Lábios de carmim húmidos de sensualidade, sorriso de Sol radioso. Beijo salgado que adoça a fome dos meus sentidos.

Eu entendi…o chamamento do teu corpo. Doçura de cabeça em descanso na almofada do meu peito. Corpo agitado, olhos ternos, boca ardente.

Eu percebi... o dia acabou. A noite vai começar.

4 comentários:

Telma Ramos disse...

Uma curiosidade... a fotografia não corresponde ao texto, pois não!? Não é por nada porque todas tem o direito... :)

Filipinha disse...

É o verão... É o verão...

Bonito texto!!

Manuel disse...

Primeiro quero felicitar o regresso, bem vindo, da Telma. De facto a fotografia e o texto estão um pouco dissonantes, mas como disse há gostos para tudo.

Telma Ramos disse...

:) Obrigada Manuel pelas boas vindas. Tenho andado muito reservada. Mas eu vou aparecendo.
Beijocas Grandes e contínue a escrever ok!? :)