sábado, 10 de outubro de 2009

Mulheres......



O meu telemóvel não costuma tocar tão cedo. Quem poderá ser a esta hora?

-És tu João? Que te deu hoje para seres tão matinal?
Se precisas falar comigo lá estarei. No café as 3 horas. Está bem?

Pontualmente às 3 horas o João entrou com um ar diferente do habitual. O sorriso pronto estava transformado num esgar tão triste que era confrangedor. Aquele olhar vivo que nos contagiava não era mais que uma pálida imagem de desalento.

-Que se passa João, nunca te vi assim tão em baixo. Olhou-me com um sorriso amargurado e foi-se sentando à minha frente.

-Sabes Eduardo a minha vida mudou, penso que a Susana me anda a enganar com alguém.

Senti um baque e de certo que o meu rosto mudou de cor.

-Porque dizes isso João? Tens alguma coisa que te leve a pensar assim?

-É o comportamento. Não é a mesma, evita-me e quando a procuro está sempre cansada. Está diferente.

-Se calhar está mesmo cansada, não comeces a arranjar um filme na tua cabeça.

-Não Eduardo conheço a minha mulher. Há qualquer coisa. Ou tem outra pessoa ou, então, já não gosta de mim.
Vim falar contigo, és nosso amigo e a Susana tem muita confiança em ti e ouve muito bem o que lhe dizes. Fala com ela e tenta saber o que se passa. Sabes que eu faço tudo para a fazer feliz. Vá fala com ela. Faz esse favor ao teu amigo.

Como entrou saiu, ombros caídos e parecendo arrastar o peso do mundo.

Peguei no telemóvel para ligar á Susana, mas não sabia bem como começar a conversa. O assunto era delicado e eu não estava muito á vontade.
Mas tinha que ser.

-Olá Susana, Estás só? Não, não é isso. É grave, é muito grave mesmo. O João anda desconfiado contigo, não nos podemos encontrar mais. Foi bom e vou ter muitas saudades tuas, mas temos que nos afastar. Vá, volta a conquistar o teu marido.

Desliguei, assobiei baixinho a malagueña e segui o meu caminho.

Mulheres!!!

1 comentário: