terça-feira, 20 de outubro de 2009

Nostalgia



Talvez seja tristeza ou solidão...

Ou sonho perdido no tempo...

Longo invisível e angustiado...

Que porfia em ser recordação...

Triste, oculto e torturado...

Sino que tange escondido...

Num pensamento dormente...

Amargurado e esquecido...

Ser outro.... ser alguém...

Acordar num tempo longínquo

...Numa metamorfose

...leve, flutuando...

Despertar da penumbra...

Como se a sombra fosse luz...

Partir em suave prazer...

...Morrer devagar...

...Como se não fosse.



4 comentários:

AnaT disse...

Olha temos Poeta!

Manuel disse...

Todos temos poesia dentro de nós

Luz disse...

Manuel - se me permite que assim o trate -, mas que surpresa! Por esta eu não esperava..., ou melhor, se calhar até esperava :) Creio que notei que havia, neste caso há mesmo um poeta escondido ;)
Gostei muito mesmo. E conte lá, tristeza, solidão, sonho perdido no tempo..., haverá aqui alguma angústia escondida ou, é apenas aquele sentir das palavras que deixamos fluir em nós!?
Continue e, o meu obrigada pelos sempre delicados comentários que faz num dos meus espaços :)

Beijinho

Filipinha disse...

Fantástico Manuel...

Que esta nostalgia dure ainda umas semanas para podermos continuar a ler tão belos pensamentos.