terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Marcas




Tentou abrir os olhos mas a dor aguda que o percorria apenas lhe deixou entrar uma confusão de luzes, barulhos e sons que não conseguia compreender. Havia uma espiral de claridades azuis, girândola que atravessava as pálpebras cerradas.
Queria falar mas as palavras ficavam perdidas num emaranhado de confusão que não sabia explicar.

Não sentia o corpo, estava leve, num levitar doce e tranquilo.

Viu o pai, chamava-o de joelhos na areia molhada da praia. Correu para os braços fortes que abraçaram com amor o seu corpo ainda tão frágil.
Era tão criança a correr atrás da bola que o pai atirou para longe. Correu molhando os pés na água que se espraiava na areia.
Ao longe a mãe sorria.

Viu-se a receber o canudo da formatura, a mãe tinha os olhos molhados de lágrimas, de satisfação, pelo seu menino. A Laura, está ao lado da mãe, e sorri com tanto amor que lhe apetecia deixar o lugar e correr para os seus braços e, beijá-la com todo o amor que sentia.

Era o dia do casamento, sentiu-se ridículo naquele trajo de cerimónia, A Laura estava deslumbrante, tão radiosa.

Sentiu-se a levitar numa doçura e numa tranquilidade como nunca tinha sentido.

Era uma música diferente, sons que nunca antes escutara, uma harmonia que o embalava como se flutuasse num mar de pétalas perfumadas. A luz avançava devagar num salomónico de luzes suaves, que o levavam enleado em reflexos de rostos que conhecia mas de que se não lembrava.

Depois.... foi o silêncio.

***********************************

Jornal Correio da Manhã do dia 24 de Dezembro.

Mais um grave acidente ceifou uma vida na flor da idade e deixou outra em estado muito grave.
João Gomes, um jovem de 23 anos, quando chegou ao Hospital já era cadáver, a sua esposa Laura Gomes está em observação com prognóstico muito reservado.
Segundo testemunhas do acidente, foi o excesso de velocidade e o estado do piso, devido ao mau tempo, os causadores do grave despiste que originou mais uma tragédia na véspera do Natal.
As autoridades julgam (.......)


5 comentários:

Sonhadora disse...

Manuel
Meu Deus...não tenho palavras.

Boas festas

Beijinhos

Sonhadora

Telma Ramos disse...

Não comento o que escreveu... :(
Mas vou-lhe desejar um Bom Natal e um Bom Ano de 2010 com Muita Saúde, Paz e Amor, para si e família.
Beijocas Grandes

Manuel disse...

Mas deve comentar sempre. Nós gostamos dos ditos dos amigos para podermos tentar melhorar.
Agardeço os votos de Boas Festas e, como deve saber, desejo tudo de melhor para a Telma.

Luz disse...

Manuel,
Este texto como deve imaginar li-o e reli-o, fiz silêncio, senti-o em mim, não é possível ficar indiferente, eu não consigo e, acredito que a maioria também não...
São tantas as histórias como esta que aqui nos conta que nos deixam de coração apertado, dilacerado e, não conseguimos conter as lágrimas...

Obrigada por tudo o que partilha e, a forma como o faz.
Quanto ao que disse desejar para este Natal, subscrevo as suas palavras.

Agora quero desejar-lhe um Feliz e Santo Natal para si e todos os seus.

Bjnh pleno de Luz

Ana disse...

Como prometido, aqui estou! Gostei do texto, nesta época como em todos os momentos em que os acidentes deixam marcas...