domingo, 3 de abril de 2011

Tristeza.



Hoje apeteceu-me chorar.

Queria que as minhas lágrimas rompessem, quase, num pranto convulsivo e deixassem sulcos indeléveis.

Que rasgassem todas as barreiras e corressem livres a caminho de um mar de tranquilidade.

Que arrastassem consigo todas as misérias para que nenhuma criança sentisse mais fome.

Para que os velhos pudessem passar os resto dos seus dias com um sorriso de felicidade.

Para que os hospitais fechassem por falta de doentes.

Para que o nascer fosse como o romper do dia, calmo, tranquilo e sem dor.

Para que as guerras deixassem de ser guerras e os beligerantes dançassem num alegre rodopio, ao som da música da harmonia.

Para que os tiranos passassem de opressores a oprimidos para poderem sentir bem o estigma e o opróbrio da dor e da revolta.

Mas os meus olhos secaram, as minhas lágrimas já não são mais lágrimas.



13 comentários:

acácia rubra disse...

E eu fiquei com pena de que as lágrimas não corressem mais.

Até eu choraria consigo se isso valesse para que o mundo e a vida acontecessem.

Beijo

Luz disse...

Caro amigo Manuel,
Como gostaria que essas lágrimas rompessem de uma vez e todos os seus anseios se concretizassem e, um mundo diferente nascesse...

Tem dois selos no meu atomovida para guardar no seu albúm de recordações.

Beijinhos com amizade

Luna Sanchez disse...

É...tem dias que dá vontade de chorar pelo mundo inteiro, de escoar.

Um beijo.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Manuel, meu rei
estou em falta com a maioria dos seres deste planeta....

tô tão corrida, desnorteada, tanta coisa ao mesmo tempo....
fico na esperança que os amigos compreendam...

me perdoe a falta

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Ah Manuel, meu rei, ia só deixar o recado mas tuas palavras me capturaram. Sei como é triste e vazio esse choro sem lágrima.

Compartilho sua dor!

Vivian disse...

Ah!Meu amigo Manuel...

Pois hoje és tu que precisa de uma silenciosa companhia, para saber que não estas sozinho...que também sinto esta tristeza...mas não vamos deixar de acredita que um dia tudo será melhor...que se fizermos a nossa parte, e cada pessoa tiver esta consciência e fizer a sua seremos muitos...e mudaremos o mundo! Ah! Eu Acredito, Com Todas as Minhas forças!!
A minha parte me compete e faço!!
Um dia seremos a maioria, que faz e acredita!!
Beijos pra ti meu amigo!
Aprecio muito sua sinceridade.
És sempre muito verdadeiro.

Sonhadora disse...

Meu querido manuel

Junto as minhas lágrimas às suas...a chorar pelos mesmos motivos, que infelizmente não há choro que leve e lave as misérias do mundo.
E sim...li o seu comentário, obrigada pelo carinho que me deixas sempre em belas palavras.

Deixo o meu beijinho
Sonhadora

Elaine Barnes disse...

Se melhorasse tudo com as lágrimas eu seria uma grande colaboradora,pois choro por tudo. Minhas lágrimas não secam nunca meu amigo. Lindo texto. Montão de bjs e abraços

Jacque disse...

Lindo Poema... E a música tb


Beijo

SDaVeiga disse...

Sem querer parecer conversa de Miss, mas, se chorar resultasse, também choraria consigo pois é isso que desejo para o mundo!

Continuação de boa semana e que as lágrimas sequem mas o coração não empederneça!

Beijinhos e continuação de boa semana!

Janita disse...

Pois, então, eu vou dizer...

Viu-o no blog de um amigo e, num impulso, resolvi vir conhecê-lo e ao seu blog. Gostei, por isso me fiz seguidora.

Fez muito bem em chorar!
As lágrimas podem não resolver nada, mas aliviam e acalmam as nossas angústias.
Parece que eu adivinhava vir aqui encontrar o fado que mais gosto:"A Lágrima". A Dulce Pontes canta-o lindamente mas, para mim, ninguém me emociona mais, ouvir cantá-lo, do que a grande e inimitável Amália Godrigues.
Manuel, foi um prazer conhecê-lo.
Janita

AFRICA EM POESIA disse...

Manuel

eu NÃO QUERIA ESTE CAMINHO AGORA...TEMOS QUE AGUARDAR

UM BEIJO

AFRICA EM POESIA disse...

TAMBEM ME APETECE CHORAR...





Crise
O mundo caminha
Por ondas e ciclos...
O mundo caminha
Para a queda...

Porque a família
Não está...
Porque a família
Perde a força...

E a sociedade humana
Por diversos factores
Tem muita gente imatura...

Sem união familiar...
Sem amor...
Sem gosto pela vida...

A crise rapidamente...
Fica instalada!...

LILI LARANJO