terça-feira, 14 de junho de 2011

Lamento





Deixem-me pensar que ainda ando como andava nos tempos em que a ventura era minha companheira.

Em que corria com a alegria estampada no rosto e em que as rugas não faziam, ainda, parte do meu ser.

Em que a felicidade era tão comum que nunca pensei que houvesse infelicidade.

Deixem-me pensar que um dia me deito e que acordo num tempo que era o meu. Quando a luz, ainda, me acompanhava;

Acordar numa época em que não vivia nesta escuridão, nestas trevas em que de repente me deixaram.

Quero voltar a sentir no peito a alegria da realização.

Quero imaginar que nada aconteceu, que vivo o pesadelo de uma vida desgraçada, mas que um dia acordo e nada era verdade.

Que apenas a minha tão pródiga imaginação me tinha atraiçoado.

Deixem-me lançar o meu grito de revolta, mas não o escutem.

Deixem-me arrastar o que me subsiste, mas não deixem que me levem o tão pouco que me resta.




15 comentários:

Sus disse...

E um grito faz sempre bem à alma... é libertador!

acácia rubra disse...

Manuel

Deixei um selinho para si.

Daqui a nada já cá volto.

Beijo

acácia rubra disse...

Mas eu não consigo ouvir esse grito e fazer de contas que o não ouvi.

E também não vou permitir que lhe façam a maldade de o deixarem sem nada.

Será que ainda há respeito por uma acácia cinquentona?

Beijo

Evanir disse...

A amizade, nasce e cresce como flor,
mas para ela viver,devemos cultivar com amor.
Rega-la a cada amanhecer.
Manter a sinceridade sempre
Não quero sua amizade por um
unico Dia.
E sim para toda vida.
Depois da flor vem a semente.
Vamos planta-la.
Nossa amizade enraizada.
Até o fim da nossa jornada.
beijos meus,Evanir.
Saudades Amigo..

SOL da Esteva disse...

Manuel

"Deixem-me pensar"...
ao tempo sentia-me eterno,
indestrutível, seguro.
Agora, parece um pesadelo.
Pois...


Grato pela apreciação manifesta.Honra-me e envaidece-me a Alma.

SOL da Esteva

SDaVeiga disse...

Das poucas alturas em que daria jeito um despertador! ;-)

Não te lamentes, que não vale a pena, pois tudo o que viveste serviu para te colocar aqui, agora, a escrever para nós! :-)

Continuação de boa semana! :-)

Magia da Inês disse...

Ôoooooooh, amigo!
Jogar a culpa nas rugas não vale, viu?
Há qualquer momento é tempo de ser feliz... basta querer e investir na vida.
Beijinhos carinhosos.
Brasil
✿•.¸¸♪♫♪
。˚ ˚ ˛✿

varandasazuis disse...

Manuel...

Ler você é quase decifrar a beleza de sua alma...parabéns por conseguir, com seus escritos, emocionar quem te lê!

bjos..

Ludmila Ferreira disse...

Estou sentindo muito sua falta! O que fazer com a saudade?

Seu texto além de belo me tocou mais intimamente do que imaginei, acho que me vi mais uma vez nessas belas passagens que deixou para mim. E essa musica diz tudo que muitas vezes sinto.

Parabéns.
Mande noticias para mim.

beeijOdalua!

Evanir disse...

Que a cada amanhcer seus
o olhos brilhem de amor.
Aproveite a cada minuto
com se fosse o ultimo.
E a cada amanhecer no silencio
do seu pensamento fique imaginando apenas
coisas boas para sua vida.
Abraçe com todo carinho
somente a felicidade
que contagia sua vida.
Jamais se entregui ao desespero
a vida nasce a cada manhã.
beijos com infinita ternura,Evanir..

Vinicius.C disse...

Olá boa tarde!!

Eu fico muito feliz que meu blog tenha se tornado um habito a sua leitura- muito obrigado!!

Venho ao seu e gosto de tudo que leio, um prazer enorme estar aqui e fazer parte!

Um forte abraço e espero por vc no Alma!

AFRICA EM POESIA disse...

AMIGo
Obrigada pela visita.
o nosso club é o melhor que há.. Hoje até o Nuno Gomes deve pensar assim...
.
Vim deixar beijo
muita esperança e...

DEIXO...

será inaugurada a Exposição de Acrílico/Azulejaria/Aguarela
De Lili Laranjo e Eliseu Serrano, no dia 17 de Junho, pelas 21h, no Centro Cultural de Esgueira Aveiro.

Dia 2 Julho vou estar às 17 horas em Braga na livraria centésima página com telas Africanas
QUERIA TER LÁ... MUITOS AMIGOS..

Pelo meio vou passar uns dias à Hungria...Preciso de descansar...

Sandra Botelho disse...

Desabafar as dores que nos cercam fazem o coração se abrir e se encher de novas esperanças. Estarás sempre bem acompanhado querido do amor que distribuis em seus poemas.Beijos achocolatados

Vivian disse...

Bom dia,Manuel!!

Não deixa que a ventura vá embora...agarre-a firme e a traga de volta!! As vezes é necessário, reclamar, se revoltar, mas que sirva para se libertar!!E seguir em frente!!
Lindo texto!! Tudo bem contigo?
**te indiquei para um selo, esta no post de hoje da sala do blog, fique a vontade para aceitar ou não!
Beijos pra ti!!
Com carinho e admiração!!!

PnS disse...

Manuel,
Por vezes é o bastante, que nos deixem ser nós próprios, pode ser tão simples, mas na realidade todos conspiram para que não o seja...
E temos de gritar... mesmo que não sejamos ouvidos...

Beijinho com amizade