sexta-feira, 15 de julho de 2011

O meu canto






Os salpicos do meu Blogue, são lágrimas da minha vida;

Pedaços que o tempo deu, memória nunca esquecida;

São lamentos que eu deixei. São coisas do meu passado;

Ternuras que recebi, dum destino mal fadado;

Agruras nunca esquecidas, que carrego no meu ser;

Imagens que nunca morrem, não as quero deixar morrer;

Grito, lágrimas e desgosto que o destino me reservou;

Saudades, que me atormentam, de quem foi e me deixou:

São ressaltos disfarçados em poesia sem rima;

Para enganar a tristeza que me postaram em cima;

São canções que eu não canto e ninguém as quer cantar;

Emoção tão reprimida, que ainda me há-de me matar;

Lágrimas do meu sofrer. Poemas do meu sentir;

Saudades do que passou, medos do que está para vir;

Tormentas que me angustiam de forma tão dolorosa;

Saudade do que não tenho, nesta vida tão penosa;

Romance do infortúnio, que um dia hei-de escrever;

Palavras por mim gravadas que ninguém irá ler;

Renascer no tempo vindo, num tempo que chegará;

Num dia que não existe e que nunca existirá;

Morrer como quem nasce, na dor de quem nos pariu;

Deixar por fim esta vida... pensando que não existiu.


19 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

No seu canto escrevem-se palavras que contam sentimentos.

Um abraço
oa.s

acácia rubra disse...

Manuel, Amigo

Fez a síntese da vida... a minha, a sua, a de qualquer outro.

Foi um canto triste, um lamento, uma conta corrente.

Mas o Sol alumiou-o sempre, todos os dias... deu conta? Às vezes também me esqueço disso.

Beijo com carinho

Sandra Botelho disse...

Que lindo amigo...
Palavras lindas que formam um lindo poema.Bjos achocolatados

AFRICA EM POESIA disse...

MANUEL
Aqui e agora ...
Esperemos ...
Aqui ...

Por muito tempo
Um beijo e bom verão...

Os teus Salpicos recordaram o meu livro Salpicos de cá e de lá..
Vamos Salpicando paraviver...
bEIJINHO

AFRICA EM POESIA disse...

MANUEL
Aqui e agora ...
Esperemos ...
Aqui ...

Por muito tempo
Um beijo e bom verão...

Os teus Salpicos recordaram o meu livro Salpicos de cá e de lá..
Vamos Salpicando paraviver...
bEIJINHO

AFRICA EM POESIA disse...

MANUEL
Aqui e agora ...
Esperemos ...
Aqui ...

Por muito tempo
Um beijo e bom verão...

Os teus Salpicos recordaram o meu livro Salpicos de cá e de lá..
Vamos Salpicando paraviver...
bEIJINHO

AFRICA EM POESIA disse...

MANUEL
Aqui e agora ...
Esperemos ...
Aqui ...

Por muito tempo
Um beijo e bom verão...

Os teus Salpicos recordaram o meu livro Salpicos de cá e de lá..
Vamos Salpicando paraviver...
bEIJINHO

AFRICA EM POESIA disse...

MANUEL
Aqui e agora ...
Esperemos ...
Aqui ...

Por muito tempo
Um beijo e bom verão...

Os teus Salpicos recordaram o meu livro Salpicos de cá e de lá..
Vamos Salpicando paraviver...
bEIJINHO

SOL da Esteva disse...

Manuel

Poema com uma dose de tristeza e alguma desilusão.
Falta de Esperança e as recordações são perdidas entre a saudade e o esquecimento propositado.


SOL da Esteva

Gigi disse...

Que lindo poema, Manuel! :)

Vivian disse...

Bom dia,Manuel!!

Nossa...quase fiquei sem o que falar...tão belo os versos, com sentimentos tão intensos e verdadeiros! Me encanta o modo como usa as palavras,em suas mãos elas são como aprendizes que obedecem as ordens do seu mestre.
*Obrigada meu amigo, me sinto honrada sempre que lê meus contos, tenho ainda um longo caminho a percorrer, e sua companhia me faz muito bem!
*Cuide-se bem ,não deixe que as emoções guardadas, lhe façam mal.
Beijos com meu carinho e admiração.

AFRICA EM POESIA disse...

só vim deixar um beijinho e dizer que:
è este ano...eu ACREDITO.
Para ti meu amigo
a Esperança e outro beijnho bem verde

Flor de Lótus disse...

Olá,Manuel!Acho que todos em algum momento da vida nos sentimos assim perdidos, sem saber o uqe fazer... Uma explosão de sentimentos nos afeta e não sabemos bem o que fazer,mas vai passar...
Beijosss

MARILENE disse...

O vai e vem da vida, traçado de forma harmônica e sensível.

Abraços

Magia da Inês disse...

Olá, amigo!
Não gosto de tristeza... você anda triste!...
Que tal escrever um conto... daqueles de rachar o bico de tanto rir... isso adoça a vida...
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil
♥ •˚。
°° 。♥。
●/ ♥•˚。˚
/▌
/ \ 。˚。♥

Janita disse...

Manuel...deixe-me dizer ainda a sorrir: a nossa amiga Lili desta vez parece que quer os comments só pra ela. Quintuplicou!!
Peço desculpa, mas saltou-me à vista...

Gostei deste seu canto salpicado de lágrimas, como sempre gosto dos seus poemas, sonetos e textos.

Faça-me a vontade...apele à sua força de viver e um dia escreva uma bela Ode à Esperança e à Alegria de Viver! Pode ser?

Manel, então somos conterrâneos?

Como já deve ter calculado, eu sou do Baixo Alentejo, Serpa.
E o Manuel?

Beijos com amizade.

Janita

Flor de Lótus disse...

Olá Manuel!Passando para desejar-lhe uma ótima semana!
Beijosss

MARILENE disse...

Impossível deixar essa vida como se não tivesse existido. Até a saudade de momentos não vividos tem representatividade. Aé os lamentos têm seu lugar, eis que são sinais de almas sensíveis.

abraços

Luna Sanchez disse...

Poderia ser a descrição de qualquer um de nós, blogueiros.

=)

Um beijo, Manuel.