quinta-feira, 29 de março de 2012

Eu, o meu Blogue e o dilema




Não é fácil ter um Blogue, ou melhor dizendo, é fácil mas é difícil mantê-lo.

Precisa de ser alimentado, tratado, adulado e embelezado a cada momento.

O meu Blogue tem sido o meu refúgio, o meu confidente.

Nele descarrego as minhas frustrações, os meus lamentos e as minhas angústias.

Nele deixo pedaços da minha vida.

Nele encontro, tantas vezes, o motivo que me leva a continuar.

Do meu Blogue parto para a visita a todos os outros que me encantam, me emocionam e que tanto me ensinam.

Tento adivinhar quem os escreve. Penso conhecer pelo que dizem. Julgo irmana-los pelo que sentem.

Gosto de escrever para mim mas adoro compartilhar.

Fico agradecido, sensibilizado, com as frases lindas que às vezes recebo.

Sei que muitas vezes são apenas pela amizade, mas mesmo assim, fico vaidoso. Confesso!

Mas, agora, apareceu-me o dilema.

Estou um pouco cansado e penso que não vale a pena continuar.

Ando confuso sem saber bem o que fazer.

Penso acabar e fazer como sempre fiz, escrever e arrecadar na minha gaveta das memórias.

Memórias que o tempo irá apagando.

Mas é difícil e estou a tentar ganhar coragem.

Olho para a página e vacilo, parece que me cumprimenta e sorri.

Estou confuso. Não sei o que fazer!

Se, os muito poucos, que algumas vezes me visitam um dia não me encontrarem, não estranhem.

Foi por que me meti ao caminho.

Sempre nos podemos voltar a encontrar “noutravoltadotempo”.

Quem sabe?







24 comentários:

acácia rubra disse...

Não aceito!

O Manuel faz parte do Rubraacacia e se si ele vai ficar vazio. Depois, Navoltadotempo é um sítio onde venho reencontrar o inesperado dos acasos da vida.

Nem pense. Lembre-se de um texto que fiz especialmente para si, Somos uma corrente.

Sabe quantas vezes já me apeteceu fechar o meu? Quantas vezes disse adeus? Quantas manhãs pensei não vou continuar? Mas depois penso que me fazem falta todos os que me deixam palavras lindas e amigas, que me emocionam porque, vindas de quem a gente não conhece na realidade, só podem ser sentidas.

Vá lá Manuel, não e faça uma coisa dessas!

Um beijo grande e continue

Laura

Parole disse...

Não sei nem como te pedir para ficar, Manuel, já que eu mesma desapareci, deixei um singelo adeus nos comentários do meu último post e acho até que pelo mesmo motivo... cheguei até ter outro blog para ver se mudava algo em mim, mas não adiantou nada, só a saudade que aumentou... e voltei.

Dê um tempo e depois volte.Sentirei muitas saudades de vc e das suas histórias bem contadas.

Beijinhos e fique bem.

Gina G disse...

Oh... Então que é isso? Escrever para guardar na gaveta?! E a partilha, Manuel?

Reconsidere e deixe-se dessas ideias, vá lá...

Beijinhos

Menina do cantinho disse...

Também já pensei deixar de escrever, mas sempre me faltou a coragem. No entanto, considero que por vezes faz bem parar um pouco para percebermos aquilo que realmente queremos.
Seja qual for a decisão compreendo e apoio, mas confesso que ficaria muito triste se deixasse de escrever e visitar.

Beijinhos

SDaVeiga disse...

Oh Manuel, tu nem te atrevas!!!
Que é isso de não quereres cá vir brindar-nos com as tuas fantásticas histórias?!?
Primeiro sais do FB, depois pensas em acabar com o blogue... que se passa?!?

Desculpa o egoísmo, mas não pode ser porque eu não deixo! Não admito! Não tolero!!!

Se me dissesses que ias tirar uma sabática para escrever um livro, era a primeira a apoiar, mas apenas desistir por desistir?!?
NUNCA!!!

Por favor repensa lá isso bem e vê lá se não é só o cérebro a entorpecer por causa do fumo dum incêndio que por aí lavre perto ou delírio por falta de água à custa da seca!

Fátima disse...

Ah Manuel,
não some não!
É sempre tão bom vir aqui e receber vc lá em casa.
Vc é uma pessoa tão especial!
Pensa bem viu?!!!
Bjs.

Sonhadora disse...

Meu querido Manuel

Fiquei triste ao ler as tuas palavras, não acredito que nos vais abandonar, eu também por vezes tenho vontade de desistir, mas para mim é uma janela que abro todos os dias e sempre encontro palavras que são flores para o olhar, e tu és dessas flores que adoro receber no meu cantinho.
espero que fiques por aqui.


Beijinho com carinho
Sonhadora

Bloguinho da Zizi disse...

Manuel
o que posso te dizer?
É assim comigo também.
Quantas vezes tive vontade de terminar com a minha vida virtual, mas como vc mesmo diz, ele é o meu companheiro. Aqui fiz amizades que levarei pro resto de minha vida. Incrível não é? O poder deste mundo virtual.
Mas, faça o que teu coração te mandar. Você pode parar por um tempo e voltar quando sentir que deve.

Beijinhos

Reflexo d'Alma disse...

Ei!
Que bom que pensa assim a respeito de seu blogue
e que vista outros espaços.
Por isso vou seguir voce com
3 de meus blogues
e assim vamos nos vistando e nos lendo.
Bjins

Magia da Inês disse...

Amigo,
me desculpe a sinceridade...
Você não deve abandonar o seu blog, não! E nós, como ficamos sem sua poesia e sem os seus escritos?
Se está cansado, descanse um tempo, mas, por favor... volte para nós.
Bom domingo de Ramos!
Beijinhos.
Brasil
¸.•°`♥✿⊱╮
°º♫

Guma Kimbanda disse...

Estimado amigo Manuel.

Mesmo que faça uma paragem para descansar e pare de publicar por uns tempos, escreva em rascunhos no blog, de forma a poderem ser editados e não abandonados sem poderem um dia ser partilhados.
Quem afinal não passa por momentos como o que descreve pelos mais variados motivos?
Fazendo coro com todos os que o admiram através desta janela de onde acenamos amizade uns aos outros, espero sinceramente continuar a contar com a sua presença, mesmo que não tão assídua.
Um forte Kandando... Inté... breve!

Dina Vieira disse...

Como o Manuel já reparou , também não tenho alimentado muito o meu blogue,por isso , muita gente desistiu de o procurar,mas mesmo assim não desisto...não sendo muito assídua do mundo virtual cá estou eu a tentar dar uma força para o Manuel não desistir de nos encantar com os seus textos , desabafos ...
Força! Beijinhos

Vivian disse...

Ah!Manuel!

Respeito sua decisão,mas posso dizer minha opinião?! Fará MUITA falta e não é só por amizade que te digo isso.REALMENTE gosto do que escreves!Sua partilha tem imenso valor, literário e humano!
Sei bem como o tempo e o cansaço nos desanima...mas visite aos poucos, poste aos poucos,mas não se vá...
Tornou-se uma amigo muito especial.A quem respeito e admiro muito!Além do carinho que lhe tenho.De um jeito ou de outro permanecerás pra sempre em meu coração.Já faz parte das minhas lembranças.
Beijos!Fique...

AFRICA EM POESIA disse...

Não sabes o que fazer??? eu sei...

continua a escrever e a esperar os amigos
agora vamos esperar depois...fazemos festa...


um dia destes vamos ao Jamor. e vamos tomar um café ler uma poesia e continuar a viver.

o mundo é dos fortes...

beijinho verde para ti

AFRICA EM POESIA disse...

e é obrigatório continuar eu tbm não aceito retiradas...
beijinho

AFRICA EM POESIA disse...

e é obrigatório continuar eu tbm não aceito retiradas...
beijinho

Evanir disse...

Boa Noite Amigo Querido.
Li com muita atenção sua postagem
por favor não se vá pois o sentido do meu blog é Brasil e Portugal.
A quem vou homenagear de Portugal se vc parar?
Creia ando triste muitos blogs de Portugal se afastaram da net estou vendo o momento que ficarei só com o Brasil e outros Paises que me horam com suas visitas.
Eu sei é desgastante tocar um blog mais não nos deixe por favor.
Uma feliz semana beijos de paz e luz;
Evanir.

BlueShell disse...

Oh...ó homem...vamos conversar!
Eu criei o meu BlueShell em 2004: sei bem o que é estar cansada; sei como nem sempre é fácil "alimentá-lo"! Mas olha...fiz muitas vezes pequenas pausas...intervalos na escrita...mas nunca acabei com o blog: preciso dele, como sei que tu precisas do teu. Sim, vá lá...e mais: Nós precisamos dele.
Precisamos de colher tuas palavras, teus sentires como quem colhe flores ao romper de um novo dia: flores tenras molhadas pelo orvalho que nos refrescam a alma a e nos dão alento, a nós também, para continuarmos.
Meter os escritos "na gaveta!!!" Ora essa... e nós?hein? E nós?

pensa nisso.
Faz uma breve pausa...só para clarear as ideias, renovar enegias...mas nada de te faazeres ao "caminho"!!!

Te espero...ok?

BEIJO, mas beijo mesmo!!!!

Luís Coelho disse...

Momentos de reflexão neste caminhar.

O desânimo não deverá ser a tónica do nosso tempo nem dos nossos dias.
Escrever é um desafio e um modo de crescermos e nos aperfeiçoarmos.

Manter um blogue é difícil para quem quer lançar coisas novas todos os dias.
Alguns parece-me viverem a ilusão de terem muitos comentários ou seguidores.
É preciso construir com raízes, com perfeição e delicadeza. Cada texto, poema ou história deverá ser trabalhada de modo a que quem lê a entenda e a viva como sua.
Gostar do que se faz e fazer cada dia com mais perfeição.
O meu testemunho continua a ser este desafio. Cada texto é fruto de muitas horas e de muitas mudanças, de muitos parágrafos e rectificações até que me pareça aceitável.
Sei que nada é perfeito e que dentro dos meus próprios erros muitas coisas ficam ainda aquém daquilo que desejaria:BOM/COMPLETO

✿ chica disse...

Acho que devemos blogar quando temos alegria e vontade. Mas digo só isso:

Seria uma pena te perder nesse meio! Fica,vai! abração,chica e linda semana e Páscoa!

SOL da Esteva disse...

Manuel, Meu Amigo

Cada um, por si mesmo, assume as decisões que quer, ou tem, de tomar.
Dizes que te sentirias mais sossegado escrever para o "monte", dentro duma qualquer gaveta.
Eu, Amigo, digo-te que essa foi a atitude que tive por imensos anos e acabei por não poder partilhar algumas centenas (ou milhares) de Poemas, simplesmente porque se perderam, irremediavelmente, com o tempo.
Na volta do tempo,fiz (fizeram-me) o Blogue para poder (pelo menos) preservar e partilhar os meus escritos, vividos uma a um.
Não estou arrependido, embora seja um jovem nestas coisas da Net. Verdadeiramente, dá muito trabalho e exige muita atenção e cuidado a manutenção dum espaço com os requisitos de qualidade que são (deveriam ser) exigíveis na Literatura (qualquer das variantes).
Deixa que o Tempo, seja o teu Tempo de reflexão. Como o travesseiro sempre foi bom conselheiro...
Conta comigo.

Abraços

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

rosa-branca disse...

Olá Manuel, também eu à pouco tempo pensei fazer o mesmo. Disse-o a um amigo e ele me disse que não o fizesse, pois ia-me fazer falta deitar cá para fora o que tenho guardado. Vou ter a ousadia de lhe pedir que fique, pois todos nós temos esses momentos. Quando o meu filho me abriu este blog(pois eu nada pescava disto) foi porque sabia que eu gostava de escrever e também, porque eu me sentia frustrada. Tinha acabado de perder o meu irmão e o meu pai e estava com 40kg. Não dormia, não comia e nada me interessava. Ás vezes penso que não aguento, mas a seguir sai mais um poema e cá vou cultivando a doçura e o amor que nunca tive. Desculpe a ousadia de falar assim, mas gosto demais do que escreve e vai fazer muita falta. Beijos com carinho

Sonhadora disse...

Meu querido Manuel

Passando para agradecer o teu carinho e desejar uma Páscoa feliz para ti e todos os teus.

Beijinho com carinho
Sonhadora

rosa-branca disse...

Amigo Manuel, passei para lhe desejar um Páscoa com muito amor e claro coisas doces, pois para amargo basta-nos a vida. Beijos com carinho