sexta-feira, 11 de outubro de 2013

O Regresso




Muitos me incentivaram a voltar, no fundo era esse o meu desejo, mas por outro lado, um certo comodismo impedia essa vontade.                                                                                                
Hoje voltei e, a todos, estou grato. Vou dedicar este pequeno ensaio a uma amiga, que foi especial nesta fase.                                                                                                                     
Obrigado Dila!






Senti uma lágrima deslizar, suavemente, pelo rosto e cair em borrão, na folha que estava a escrevinhar.

Já não era a primeira vez que me deixava emocionar com as pieguices, que eu próprio inventava, agora, as lágrimas, apenas se perdem no espaço, quase se evaporam, já não tem folhas para manchar.

Mas voltando a esse tempo, em que os computares eram apenas uma visão do futuro, lembro-me, perfeitamente, dos rabiscos que se iam alinhando, na estória duma infância e que, a pouco-e-pouco, se iam diluindo na memória da saudade.

Eu era pequeno, talvez adolescente, e morava numa pequena casa nas margens de um rio, talvez de um oceano, mas para mim era apenas um regato que me deixava adivinhar o que acontecia na outra margem.

Olhava, mas precisava  fechar os olhos para poder, com mais clareza, vislumbrar pequenos momentos de encanto ou, quiçá, de magia.

No outro lado, por entre a neblina da distância, adivinhava alguém que iria mexer com a minha imaginação.

Cerrava com mais força os meus olhos, mas o pensamento não me trazia a imagem, só os sentimentos, uma certa candura e um enorme romantismo, pois só quem é romântico vagueia, assim, por entre a flores e, se espraia nas frases de encantamento dos poetas.

O tempo passou, cresci, a casa já não é  mesma, só se mantém o imenso, desse, oceano.

Os computadores, deixaram de ser uma visão, são tão reais que as águas se abriram, como a Moisés, e deixaram-me perceber que os sonhos podem transformar-se na realidade.

Continuo sem ver a imagem, é distante, mas adivinho-a cheia de beleza.

A beleza está no coração, nas palavras no momento certo, nas frases eivadas de ternura,  nas flores entrelaçadas em corações ternos, no bom fim-de-semana desejado, enfim, nos pormenores que nos dão o ânimo que,  tantas vezes, já nos vai faltando.

Hoje, o impensável deixou de ser um sonho, o oceano já não é imenso, a outra banda ficou aqui, ao meu lado.

A imagem, deixou de ser penumbra, passou a brilhar no meu mundo virtual.

Agora a magia da DILA faz parte do meu presente.

É minha amiga e quer que eu volte.

Convenceu-me com as suas palavras e eu prometi.

Prometi, Dila, estou a cumprir!




14 comentários:

JP disse...

Finalmente....já estava farto de ver aquela cadeira ali plantada...vazia!

Fico contente. E como sempre com um belo "A beleza está no coração, nas palavras no momento certo, nas frases eivadas de ternura, nas flores entrelaçadas em corações ternos, no bom fim-de-semana desejado, enfim, nos pormenores que nos dão o ânimo que, tantas vezes, já nos vai faltando."
A Dila agradece por certo. Nós agradecemos igualmente.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Boa Amigo. Estou contente.
Por pouco te ia perdendo. Fiz aqui um Zaping e encontrei-te no meio das coisas novas - lista de leitura da blloguer.

Palavras para quê ? A decisão é tua e eu dou-te os parabéns. Espero que as tuas histórias sejam boas e que te dêem prazer de escrever assim como a nós de as ler e comentar.
Cá vai um abraço e votos de bom fim de semana.

✿ chica disse...

Temos que agradecer à DILA que conseguiu fazer com que voltasses ao nosso mundinho que de ti sentia saudades! Lindo! Que bom te ver! Fico feliz e bom retorno! abração, chegas no dia das crianças e desejo que a tua fique sempre pertinho de ti, nunca podemos nos afastar delas! chica

quem és, que fazes aqui? disse...


Todos agradecemos, Manuel!

Estou contente de o ter de volta!

Beijo

Laura

Gina Gg disse...

Que bom, Manuel. A sério, estou feliz que tenha voltado. Quem escreve jamais deixa de o fazer, duma maneira ou doutra.

P.S. Obrigada por ler os meus dois blogues, continuo a escrever muito mais vezes no antigo blogue que no moderno mas os dois têm de existir porque eu, tal como o Manuel, tenho mesmo de escrever...

Beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

não deve ser só a Dila, acho que há mais pessoas a querer te ter aqui, a nosso lado.

e deixo o meu abraço e um

beijo

:)

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Manuel

Ainda bem que estás de volta e graças à tua amiga DILA e acho que não só, muita gente te queria de volta.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Flor de Lótus disse...

Oi,Manoel!Fico muito feliz que estais de volta e que bom que a Dila te convenceu a voltar estavas fazendo uma tremenda falta.
Beijos e um forte abraço

Maria Luisa Adães disse...

Manuel

Amei a sua volta à nossa amizade,
mas também eu, cedo... entro numa de partida.

A saúde é complexa e eu tenho de partir para outro lugar

Mas não tive a coragem de o fazer, mas tenho de o fazer!

É urgente partir!

Mas fique, um pé cá e outro lá
e depois se verá, como eu...

Beijos,

Maria Luísa (os7degraus)

SOL da Esteva disse...

Amigo Manuel

"Não é fácil" (como canta a MMontes), acreditar que as DILA's que somos te dariam o perdão dum abandono inconsequente.
Não é fácil para mim (neste período) estar aqui a dizer-te que ias abandonar o filho "Na Volta do Tempo" e os remorsos te iriam perseguir no tempo.
Nada é fácil, mas vale a pena.
Sinto-me feliz pelo bálsamo do teu regresso.


Abraço

SOL (debaixo de núvens negras)

Rose Sousa disse...

E seja bem vindo mais uma vez, continue nos presenteando com seus escritos, com sua presença marcante e seu carinho dedicado aos amigos. Feliz com seu retorno, beijossss.

Pérola Irregular disse...

Que ótimo é ver você aqui de novo!
Quase não acreditei quando vi um comentário seu no meu blog e vim correndo para conferir se você havia voltado à blogosfera!
Você voltou com as palavras cheias de sentimentos com sempre foram.
É realmente uma alegria voltar a ler seus escritos!
Beijos!

Vivian disse...

E que bom que voltaste!!!!Agradeço a Dila também!!Nem a conheço, mas lhe sou grata!!!

Fico muito contente meu amigo! Desejo que a vida lhe traga muitas boas surpresas! Beijos!

Sónia DaVeiga disse...

Muito obrigada Dila, por teres convencido o Manuel a voltar!!! :-D

E obrigada Manuel, por voltares a embelezar a blogosfera com as tuas palavras! :-)

Venham mais muitas!!! ;-)