quarta-feira, 26 de março de 2014

Carta para a Lili








Querida Lili!

Eu sei que ficas irritada sempre que te trato por Lili, mas foi assim que eu te conheci.


Eras uma menina  borbulhenta, escanzelada, mas tinhas um sorriso lindo.

Estás crescida, tens a pele como pétalas de rosa e o corpo com tudo o que os olhos gostam de ver mas, é verdade, falta aquele sorriso que iluminava os nossos olhos.

Não sei se te lembras, já passou muito tempo, as horas não deixam parar o tempo, os dias sucedem-se e as lembranças esfumam-se na nossa memória, nem todas, eu mantenho a saudade das tardes de verão, quando as nossas brincadeiras nos levavam às margens da ribeira, e nos perdíamos nas nossas aventuras.

Gostava de olhar o teu rosto e o teu sorrido lindo, e fácil, que não me deixavam ver, as desagradáveis, borbulhas que te cobriam a cútis.

Agora não tens borbulhas mas o sorriso esfumou-se, o rosto é lindo mas perdeu a magia, e aquela graça que nos seduzia.

Eras uma rapariga-rapaz, como dizia a tia Odete, subias uma árvore mais "lista"que qualquer rapaz, as tuas canelas escanzeladas tinham as marcas das quedas, dos escaldões dos troncos dos sobreiros e, também, os arranhões das silvas onde as amoras nos tentavam o olhar.

Hoje as tuas pernas são torneadas, lisas e suaves como veludo, mas não tem o mesmo encanto, falta aquele sorriso que nos fascinava.

Não eras a mais bonita mas ninguém notava, tinhas um encanto que nos levava enredados nas brincadeiras que inventavas.

Um dia cresceste, as borbulhas, por encanto, deixaram o teu rosto, o corpo tomou forma, o peito cresceu, as curvas foram-se acentuando, as pernas tornearam-se. O sorriso, esse, ainda fazia parte do teu rosto!

Um dia a aldeia acordou pequena para ti, a ambição encheu uma pequena mala e abalastes para a cidade imensa.

Hoje vives numa casa grande, não queres mais ser Lili, mas para mim nunca deixarás de o ser!

O teu sorriso lindo ficou, aqui na aldeia, para os teus amigos que esquecestes, naquela dia em que o espaço ficou pequeno para ti.

Agora estás na cidade, muitos homens enxameiam o teu espaço, adulam-te mas não tem o teu sorriso, esse ficou, aqui, na aldeia onde estão os teus amigos.

Esses que te apaparicam, de olhares gulosos, não são os teus amigos, esses são os teus clientes!






12 comentários:

Evanir disse...

A amizade verdadeira não fica na saudade ,
mais gravada em nossos corações.
Estou com muitas saudades beijos no coração.
Carinhosamente desejo um feliz dia do amigo virtual.
Que considero muito mais que real
é através dessa telinha
que conhecemos nossos reais amigos.
Minha linda amizade.
Evanir.

✿ chica disse...

Lili nem ficará brava ao te ver chamando-a assim. Ela adorará e verá em i um amigo, cheio de belas recordações!

abração,chica

LUZ disse...

Quantas "Lilis" não existirão, por ai?

Dias felizes e bom fim de semana.

Beijos da Luz.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Manuel

Há tantas Lilis que um dia se sentiram presas num tempo que não lhe cabia na alma e num espaço que era demasiado pequeno para as suas ilusões.
Como sempre ADOREI.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

LUZ disse...

Só se for pela "sua" Lili, porque, o resto, todos conseguem obter, de uma forma ou de outra.
É óbvio que, a barriga aceita aquilo que lhe quisermos dar, mas, os olhos, também comem.
Convém, no entanto, distinguir trigo de joio. Conselho de uma velha amiga.

Bons sonhos, mesmo acordado.

São disse...

Agradável surpresa esta de Armandinho, que desconhecia. Quanto à ilha , essa...está dentro de nós.

A Lili gostaria de saber que é assim recordada, por um amigo que nunca a esqueceu.

Bom fim de semana

Rita Sperchi disse...

ღღ¸╭•⊰✿¸.•*ღ ღ¸╭•⊰✿¸.•* ღ¸╭•⊰✿¸.•*ღ ღ¸╭•⊰✿

“Se temos de esperar, que seja para colher a semente boa que lançamos hoje no solo da vida. Se for para semear, então que seja para produzir milhões de sorrisos, de solidariedade e amizade.”

― Cora Coralina...

Com essa frase tão bonita deixo meu abraço de bom final de semana
elogiando mais uma vez seu belo post

___________Rita!!!!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia Manuel
A vida dá algumas voltas e reviravoltas. Como sempre gostei da descrição da tua amiga Lili. A cachopa tinha de sumir-se para a grande cidade e entregar-se a outros amores que apenas o dinheiro ode comprar em prazer.
Em ti ficaram as mais gratas recordações. O principal ainda não desapareceu dentro de ti. A tua amiga sumiu-se nos teus sonhos e desejos.
O sorriso será a resposta de que ela não é feliz.
O dinheiro não compra a felicidade de ninguém.

© Piedade Araújo Sol disse...

pois é meu amigo, quantas "Lilis" não existirão por essa cidade grande....

boa semana.!

beijinho

:)

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Manelamigo

Daqui de Goa um pedido: dá-me a morada da Lili. Quero mandar-lhe umas receitas de comida goesa.

Na Travessa continuam a sair umas coisas cá do burgo. Mas, depois de amanhã vou (vamos) para a praia de Colvá. Não sei se consigo escrever ali. Verá-se...

Abç

Smareis disse...

OLá Manuel!

Quantas e quantas espalhada pelo universo, cada uma com suas características, sua forma de viver.
O importante que tu ainda a veja como a sua amiga Lili a menina de sorriso lindo, embora os cliente não a veja assim.
Adorei!
Bjs!

Evanir disse...

A vida é um eterno recomeço,
uma viagem que se inicia,
e não devemos perder a esperança
temos que continuar,
mostrando a todos a nossa fé,
e a nossa capacidade de refazer o que se desfez,
e reconstruir o que se perdeu.
Muita paz para sua vida.
Beijos e meu eterno carinho.
Evanir.