segunda-feira, 13 de outubro de 2008

15/10


Mais um dia 15 se aproxima, mais um dia de tristeza escondida em palavras de circunstância.
Vou estar entre muitos e gostaria de estar só, para estar mais perto de quem está ausente.
Queria adormecer e acordar no passado, naquele tempo em que sabia o que era a felicidade, em que o meu riso era verdadeiro, em que acreditava num Deus justo e presente e sem ter dentro do peito este nó que dói e, que a cada dia mais me aperta e mais me oprime.
Deixar de viver na solidão entre os outros fingindo que não estou só.
Não sentir, mais, este vazio, saber enfrentar o escuro. Ter coragem de deixar que as lágrimas suavizem a dor. Não estar a morrer um pouco todos os dias.



No Céu, se uma alma nesse espaço mora,
Que a prece escuta e enxuta o nosso pranto...
Se há pai, que estenda sobre nós o manto
Do amor piedoso... que eu não sinto agora...

(Antero de Quental)




3 comentários:

Filipinha disse...

Meu Caro Manuel,

Está com alguma nuvem negra por cima de si?

Vamos a animar e não se esqueça que quando a vida nos dá 1000 motivos para chorar temos que lhe mostrar que temos 1001 para sorrir!

http://www.youtube.com/watch?v=OZtQh5EIgWQ

Ana disse...

Não gosto de o ver assim! Eu sei o que passou e que não há nada que nos possa fazer esquecer uma dor como essa... mas cabeça levantada, não quero ver o meu Amigo assim... Sorria porque tem um sorriso único!Bjinho especial para uma pessoa especial!

Filipinha disse...

PARABÉNS a você
Nesta data querida
Muitas Felicidades
Muitos anos de Vida!!

Que a vida lhe dê em dobro tudo o que de bom desejo para mim e para os que me rodeiam.
Que a Luz o acompanhe sempre.
Um grande Beijinho de Parabéns neste seu dia!

E já agora, porque neste mundo tudo se sabe, Feliz aniversário de Casamento!