sábado, 3 de dezembro de 2011

A troca




-Oh pai, eu pedi uma mana e porque é que vocês me deram um mano que não fala?

-Já te expliquei que não se pode escolher e o mano não fala porque só tem um mês.

-Mas pai, eu queria um que falasse comigo.

-Querida os bebés de um mês não sabem falar.

-Mas porque?

-Porque ainda não tiveram tempo para aprender.

-Pois, ele está sempre a dormir ou a chorar, não pode ter tempo para aprender.

-Não é assim. Ele vai crescer e depois já fala com a mana.

-Quando pai?

-Oh querida, para ai dentro de um ano.

-Um ano é quanto tempo?

-Sabes quando fizestes 5 anos e os papás te deram a bicicleta cor-de-rosa? Agora vais fazer 6 aninhos e isso    
  é passar um ano.

-Mas isso é muito tempo.

-Passa muito depressa, vais ver.

-Mas até lá podias por na barriga da mãe uma mana que já soubesse falar.

-Tens cada ideia.

-Achas pai, é boa ideia não é?

-Não seja tonta e vai brincar, o teu mano está a chorar e vou ver o que é?

-Eu sei porque ele chora e sei porque ele faz cocó e xixi na fralda.

-Espertinha, então porque?

-É fácil, chora porque quer a maminha da mamã e faz cocó e xixi porque é porcalhão.

-Vai brincar rapariga. Estás impossível!





11 comentários:

✿ chica disse...

rssss....coisas de crianças!Muito legal sempre! abração,chica

Magia da Inês disse...

º°♥❤ Olá, amigo!
❤ Santa inocência!!!
º°❤ Boa semana!
❤Beijinhos.
º°❤Brasil

SOL da Esteva disse...

Manuel

Inesperadamente natural!
Muito próximo das realidades quotidianas e duma singeleza que toca o belo.
Adorei por fazer-me recordar palavras ouvidas, que já se esvaíram no tempo, e que guardo com carinho, sem esquecer.

Abraços
SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

acácia rubra disse...

Ai estas crianças!!!

Quando eu era pequena costumavam dizer-me, sempre que necessitavam de trocar impressões sobre alguma coisa que não pudesse ser ouvida por crianças, " Vai lá dentro à cozinha ver se eu lá estou!"

E a parva desta acácia lá ia e voltava a dizer, com um ar desconsolado, que não estavam lá.

Quando o meu sobrinho mais velho era pequenito, resolvi usar da mesma técnica. Resposta logo dele: "Se estás aqui como podes estar na cozinha?"

Sem palavras.

Boa semana!

Beijo

Sonhadora disse...

Meu querido Manuel

Um texto delicioso e muito verdadeiro, as crianças são mesmo assim, sempre a perguntar.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Manuelamigo

A criançada é terrível... Mas a gente adora-a. E faz muito bem. Aliás, perguntar não ofende. Pode é se melga...

Mais um excelente texto, ponto.

Abç

Guma Kimbanda disse...

Olá amigo Manuel.

É desse mundo que pouco nos resta.
Há que beber dessa fonte.
O tempo passa muito rápido para nós. Para as crianças é o inverso.

É um prazer imenso vir ler o que tão bem prepara e me encanta.

Forte kandando e uma boa semana

。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi Manoel, Ler você sempre é um imenso prazer.
lendo seu texto pude me recordar de coisas muito especial na minha infância. Criança são todas iguais, fazem tantas perguntas que as vezes ficamos sem resposta.Seu texto é gostoso de ler. PArabéns amigo. Beijos e ótima semana .

Flor de Lótus disse...

Oi,Manuel!Ahh as crianças tão ingÊnuas tão inocentes pena que perdemos essa inoscência qdo crescemos.
Beijos e uma ótima semana

Vivian disse...

Olá,Manuel!!

Ah!Meu amigo!!rsrsr Ouvi muitas coisas bem parecidas!!!!rsrsr
Adorei este seu lado!!!Tão leve e descontraido!!!Meu amigo és uma cauxinha de surpresas!!!!Te admiro muito!!
Deixo um beijo e meu carinho!
*Vais lançar um livro?

AFRICA EM POESIA disse...

Por favor...DIGO...

neste Natal os meus leitores têm um livro novo de Poesia
Cantar África...
vou fazer a apresentação em TALAÍDE no restaurante O Areias com almoço(10€).

Vou de Aveiro para Talaíde para poder encontrar-me com os Amigos desse ponto do País...


Adorava dar-te um abraço...