segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O dia em nasci







Não sei quem sou, ando perdido...

Num caminho que nunca escolhi...

Por mais que procure não me encontro...

Pela vida, decerto, fui esquecido...

Destroços, pedaços do que não fui...

Tristezas do que queria e nunca vi...

Amarguras que o tempo não apaga,,,

Tristezas pelo que tive e já não tenho,,,

Saudades dum abraço que partiu...

Das palavras lindas que já não escuto,,,

Dos sorrisos que iluminavam este negrume,,,

Procuro em vão, mas nada existe...

Só esta agonia que me embala...

Que alimenta a tristeza que devora...

No futuro que já tive, mas não tenho...

Quero adormecer de mansinho...

Num sono calmo que conforta...

Acordar num dia que há-de vir...

Morrer todo este meu passado...

Voltar outra vez ao dia em nasci.




21 comentários:

Parole disse...

As vezes esperamos mais da vida, ou a vida espera mais de nós, mas o que percebo é que ela é muito curta pra tudo que queremos e precisamos aprender... e aprender a nos perdoar talvez seja uma dessas lições.

Um beijo, querido.

Gina G disse...

Assim de repente pareceu-me que este dia é o do seu aniversário... Será que a minha intuição está certa?

Beijinhos, Manuel. E se hoje for esse dia especial, olhe... Parabéns!

vendedor de ilusão disse...

Olá, sou um autor; estive por aqui lhe visitando e, digo-lhe de passagem, gostei muito do blog, tanto que já sou seu seguidor. Dê-me a honra e visitei o meu! Quem sabe, minhas obras lhe agradem!
Um abraço,
J.R.Viviani
http://vendedordeilusao.blogspot.com

varandasazuis (ania n. lepp) disse...

Tocou-me a alma teu texto Manuel...simplesmente maravilhoso...de um jeito que encanta e comove, parabéns por tua imensa sensibilidade!

abraço!

Vivian disse...

Olá,Manuel!!

Que belo e triste poema!!!Tão forte e sentido...Por vezes a melâncolia nos visita...e fica como um véu cinza sobre nosso rosto...tudo é tão mais difícil...mas acredito sempre no milagre da vida...como cada dia se renova, nós também podemos recomeçar...
Que novos dias possam trazer luz e alegrias, que sempre haja um motivo para recomeçar e sorrir!
Beijos meu amigo!!Cuide-se bem.

✿ chica disse...

Querer voltar ao dia do nascimento...Quanta coisa poderia ser novamente vivida... Linda poesia! E é teu niver?

Mesmo se não for, vale o desejo sempre: FELICIDADES! abraços,chica

SOL da Esteva disse...

Manuel

Um Poema forte como grito de revolta.
Voltar atrás pode não trazer, atempadamente, a sabedoria necessária para se não tornar a sofrer.
...Farias tudo igual, porque esse é (foi) o Caminho.


Abraços

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

anita sereno disse...

ola boa tarde um texto que começa se tudo ao seu redor se desmorenar se de uma vida de uma saudade de um sorriso de um abraço de uma saudade mas que no fim acaba renascendo de novo que poderei dizer simplesmente maravilhoso se for o caso os meus parabéns mesmo que nao seja parabéns pelo lindo poema

Centelha Luminosa disse...

Como a Gina aí em cima, pareceu-me também que é dia do seu aniversário...
Se não form mesmo assim, o texto é muito bonito, forte, cheirando a saudade..
Se for...então Parabéns, e muitas felicidades!

Beijos e abraços!

Luís Coelho disse...

Parabéns amigo
Desejo que esse dia em que nasceu se repita por muitos anos com saúde e tudo quanto mais deseja e lhe faça feliz.

Não podemos ter tudo, mas dentro das nossas necessidades e desejos que haja saúde, paz e amor.
O dinheiro é uma invenção dos homens para nos tramar a vida.

Menina do cantinho disse...

Um lindo e triste texto em simultâneo... A vida é mesmo um turbilhão de emoções que nos fazem perder de nós mesmos... Mas acabamos sempre por nos encontrar, pelo menos, assim espero :)

Tem um miminho no meu cantinho

Beijinhos

Zilda Mara Peixoto disse...

Olá.Essa é minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog(Vendedor de ilusões) e resolvi vir conhecê-lo.Adorei seu blog e já estou lhe seguindo.Seu blog é muito bem organizado e suas postagens muito bem elaboradas. Te convido a conhecer meu blog e segui-lo também.Aguardo sua visitinha!
Bjs!
Zilda Mara
@ZildaPeixoto
http://www.cacholaliteraria.blogspot.com

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa tarde prezado Amigo
Venho lhe desejar uma linda semana coberto de muita paz e amor!
Sua presença é muito importante em meu recanto, por esta razão veio lhe agradecer a sua presença.
Assim que poder acesse o link
http://www.mariaalicecerqueira.com/2012/01/degustacao-do-livro-vida-nossa-de-cada.html
e leia a degustação do meu próximo livro! Vida nossa de cada dia!
Obrigada de todo o coração!
Abraço fraterno

Maria Alice

Magia da Inês disse...

A vida é preciosa... triste ou alegre.
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil

(⁀‵⁀,) ✿
.`⋎´✿✿¸.•°
✿¸.

varandasazuis (ania n. lepp) disse...

Manuel, bom dia!

Vim te ver e novamente me encantar por aqui...gosto demais de te ler! Vim também te dizer que voltei a postar sonetos...te aguardo lá em minhas Varandas Azuis, tá?

abraços (um lindo e tranquilo final de semana prá ti!)

anita sereno disse...

ola boa tarde passei para te desejar um fim de semana maravilhoso e um bom Carnaval beijos

rosa-branca disse...

Também eu adorava voltar ao dia em que nasci...sem lembranças...sem mágoas...sem amarguras e sem saudades que nos matam o sentir. Se fez anos, que faça muitos com muita paz e amor. Senão quando os fizer já cá ficam os votos aos quais eu adiciono muita saúde. Beijos com carinho

Eduardina disse...

Passei por aqui casualmente, através de outro blog, e gostei muito do que li.
Convido-o a visitar o meu cantinho:
Palavrasbrandidasblogspot.com

Eduardina disse...

Vim aqui parara casualamente, através de outro blog, e devo dizer que gostei do que li.
Convido-o a visitar o meu cantinho. Aqui fica o link:

http://palavrasbrandidas.blogspot.com/

Sonhadora disse...

Meu querido Manuel

Não sei se fizeste anos...se sim deixo os meus parabéns, se não deixo na mesma ao belo e sentido poema que escreveste.
Como eu queria também voltar atrás no tempo.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Edilene disse...

Acho que deveríamos ter duas vidas simultâneas para não errar ou talvez se arrepender menos! Uma vida para viver assim como vivemos e outra para o "SE" se eu não casasse, se eu não partisse, se eu aceitasse. Assim saberíamos se está certo o caminho ou não. Quando vem o arrependimento são tantos os SE. Deu para entender ou fui confusa?

Gostaria muito que lesse os textos que estou tentando escrever no meu novo blog: http://rabiscosdadi.blogspot.com/
Te espero lá! Beijos